segunda-feira, 26 de novembro de 2012

AMEIXOEIRA


 
Nome vulgar: Ameixoeira, ameixeira ou ameixieira.

Nome botânico: Prunus domestica.
 

Fruto: Ameixa, fruto de caroço oblongo. A polpa é verde/amarelada, açucarada, firme e de caroço semi-livre, que se come em fresco ou depois de seco. O fruto apresenta um calibre grande e epiderme violeta com “pruina” azulada. A produtividade é grande, o que conduz à necessidade da realização de monda dos frutos. As ameixas podem ser consumidas, ao natural, secas, cozidas e  sob a forma de sumo (obtido pela filtragem de ameixas secas cozidas e arrefecidas). Apresentam a dupla vantagem de serem ricas em fibras e muito saborosas. Sem exagerar, podem ser consumidas de vez em quando, a intervalos regulares, sem provocar um efeito purgante.

Variedade apresentada: Stanley.

Outras: Black Star, Methley, Golden Japan, Santa Rosa, Rainha Claudia Dourada, Rainha Claudia Bavay, Friar, Black Diamond, Royal Diamond, Prune d’Ente, Presidente, Songold, e Angeleno.

Origem: A Prunus domestica, teve a sua origem na região que se estende ao Cáucaso, à Pérsia e à Anatólia.
 
Clima e Solo: A ameixeira adapta-se a uma grande gama de solos devido ao elevado número de porta-enxertos que se podem utilizar. Os climas temperados são os mais propícios à ameixoeira. A cultura necessita de horas de frio para quebrar o repouso vegetativo, mas a temperatura condiciona o período de floração, polinização, fecundação e vingamento do fruto, não devendo ser demasiado baixa nestas fases do ciclo vegetativo.

 
Floração: A floração, de Março a Maio, ocorre, geralmente, em simultâneo com o aparecimento das folhas. As flores são solitárias ou geminadas, de cor esbranquiçada ou, ocasionalmente, esverdeada.

Colheita: Para que o fruto se torne mais saboroso e com todas as suas qualidades nutricionais deve amadurecer na árvore e não no armazenamento refrigerado.

Os frutos da variedade Stanley e Presidente, são as últimas amadurecer e colhidas entre a 2ª quinzena de Agosto e o mês de Setembro.

A poda efectua-se durante o repouso vegetativo. É também necessária poda em verde para retirar alguns ramos (ladrões).

Propagação: Pode fazer-se através de sementes, alporque (vara ou ramo de planta que se mergulha na terra para criar raízes) ou por enxertia, sobre um porta-enxertos, a mais vulgar e com melhores resultados.

Composição nutricional: Cada 100g de ameixas contém: 36kcal de energia, 88g de água, 0.8g de proteína, 0.2g de lipidos dos quais 0.1g monoinsaturados, 7.6g de hidratos de carbono, 1.9g de fibra, 165mg de potássio, 13mg de fósforo, 88µg de vitamina A, 0.02mg de vitamina B1, 0,6mg de vitamina E e 530µg de caroteno.
(fonte:www.nestle.pt/BemEstar/Presentation/Nutricao/Alimentos.aspx?id=256)

Receita: Mousse de ameixas pretas.

Ingredientes: 250g de ameixas pretas sem caroço, 1 saqueta chá preto, 1 lata de leite condensado magro, 1 iogurte natural, 0.4dl sumo de limão, 4 folhas de gelatina, 2.5 dl natas, 1 colher de café de baunilha líquida.
 
Preparação: Deite num tacho as ameixas, junte-lhes meio litro de água e leve a lume brando durante 20 minutos. Retire do lume, mergulhe no tacho a saqueta do chá e deixe em infusão durante 15 minutos. Depois escorra as ameixas e guarde o molho. Junte às ameixas 2 colheres (sopa) do molho e reduza-as a puré. Adicione o leite condensado e o iogurte e misture. Leve ao lume o molho que reservou, junte-lhe o sumo de um limão, deixe ferver e adicione a gelatina previamente demolhada. Retire do lume, mexa até a gelatina ficar completamente dissolvida e deixe arrefecer. Bata as natas em chantilly (sem açúcar). Misture o molho com a gelatina no puré de ameixas e mexa bem. Adicione as natas batidas e a baunilha e mexa delicadamente.

Deite em taças e leve ao frio até solidificar. Sirva decorado a gosto.
(fonte: www.nestle.pt/cozinhar/detalhereceita.aspx/11729/receita-Mousse-de-ameixas-pretas)

Curiosidades: “Ameixoeira”, significa – Auxílio, Proteção, Beleza.

Sem comentários:

Enviar um comentário